Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Já Não Sei Voar

 

Cortaram-me as asas

E eu já não sei voar…

Delicada como uma flor,

Frágil como uma borboleta,

A clausura prende-me

Como a um belo pássaro exótico

Dentro de uma gaiola dourada.

Transformei-me num objecto

De admiração e cobiça,

De valor incalculável.

Mas sem asas para voar.

Espero eternamente

Uma mão que me liberte

Que me mostre outros mundos

E a liberdade.

Que me ensine o que é viver

E o que é sentir.

Cortaram-me as asas

E eu já não sei voar…

                                                        C.C.B.